Plantas medicinais no combate ao biofilme dental: revisão da literatura

  • André Paulo Gomes Simões Unidade Acadêmica de Ciências Biológicas, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande UFCG 58428-830 Campina Grande – PB, Brasil
  • Abrahão Alves de Oliveira Filho Unidade Acadêmica de Ciências Biológicas, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande UFCG 58428-830 Campina Grande – PB, Brasil
Palavras-chave: Plantas Medicinais, Fitoterapia, Biofilmes, Placa Dentária

Resumo

O crescimento mundial da fitoterapia como método de prevenção e combate as patologias, acabou estimulando a avaliação das atividades no controle de biofilme dental a partir de extratos de plantas. Objetivou-se realizar uma breve revisão da literatura sobre as principais plantas medicinais que são utilizadas no combate ao biofilme bucal pelo mundo. Trata-se de uma análise de dados secundários, por meio de uma revisão da literatura do tipo narrativa com base nos bancos de dados: Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Scientific Eletronic Library Online (Scielo), National Center for Biotechnology Information (Pubmed), Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (Medline). Foram utilizados os descritores biofilme dental, fitoterapia, plantas medicinais, além dos termos correspondestes em inglês e espanhol. Utilizados como critérios de inclusão trabalhos publicados em português, inglês e espanhol no período de 2009 a 2019 no formato de artigo, tese e dissertação, tendo a busca dos dados ocorrida de julho a agosto de 2018. Dentre as famílias mais utilizadas no combate ao biofilme dental, destacaram-se as famílias Asteraceae e Anacardiaceae, sendo as que mais apresentaram estudos sobre esse tema. Diante da revisão realizada pode-se concluir que as plantas medicinais têm apresentado resultados bastante significativos no combate ao biofilme dental, seja por suas propriedades antimicrobianas ou pelo seu potencial antiaderente frente as bactérias formadoras do biofilme dental. Sugere-se a realização de mais estudos e ensaios clínicos para métodos convencionais no combate ao biofilme dental e consequentemente da cárie dentária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Assis C. Plantas medicinais na odontologia. Rev bras odontol. 2009;6(1):72-5.

Sampaio LA, Oliveira DR, Kerntopf MR, Brito JFE, Menezes IRA. Percepção dos enfermeiros da Estratégia Saúde da Família sobre o uso da fitoterapia. REME. 2013;17(1):76-84.

Carvalho ACB, Silveira D. Drogas vegetais: uma antiga nova forma de utilização de plantas medicinais. Brasília Médica. 2010;48(2):219-37.

BRASIL Ministério da Saúde. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS. Departamento de Atenção Básica. 2006.

BRASIL Ministério da Saúde. RENISUS – Relação de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS. 2009.

BRASIL Ministério da Saúde. Condições de saúde bucal da população brasileira. Projeto SB Brasil. 2010.

Marsh P, Martin MV. Microbiologia oral. 6. ed. São Paulo: Santos; 2005.

Buischi YP. Promoção de Saúde Bucal na Clínica Odontológica. São Paulo: Artes Médicas; 2000.

Jeon JG, Rosalen PL, Falsetta ML, Koo H. Natural products in caries research: current (Limited) knowledge, challenges and future perspective. Caries Res. 2011;45(3):243-63.

Galvão CM, Sawada NO, Trevizan MA. Revisão sistemática: recurso que proporciona a incorporação das evidências na prática da enfermagem. Rev Latino-am Enfermagem. 2004;12(3):549-56.

Mondin CA. A tribo Mutiseae Cass. (Asteraceae) sensu Cabrera, no Rio Grande do Sul e suas relações biogeográcas [dissertação]. Porto Alegre: Instituto de Biociências - UFRGS; 1996.

Jeon HJ, Kang HJ, Jung HJ, Kang YS, Lim CJ, Kim YM et al. Anti-inflammatory activity of Taraxacum officinale. J Ethnopharmacol. 2008;115(1):82-8.

Albuquerque ACL, Pereira MSV, Pereira JV, Pereira LF, Silva DF, Macedo-costa MR et al. Efeito antiaderente do extrato da Matricaria recutita Linn. Sobre microorganismos do biofilme dental. Rev Odontol UNESP. 2010;39(1):21-5.

Albuquerque ACL, Pereira MSV, Pereira JV, Pereira LF, Macedo-costa MR, Higin JS. Efeito Antimicrobiano do extrato da Matricaria recutita Linn. (Camomila) sobre Microrganismos do Biofilme Dental. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2010;10(3):451-55.

Lins R, Vasconcelos FH, Leite RB, Coelho-soares RS, Barbosa DN. Avaliação clínica de bochechos com extratos de Aroeira (Schinus terebinthifolius) e Camomila (Matricaria recutita L.) sobre a placa bacteriana e a gengivite. Rev Bras Pl Med. 2013;15(1):112-120.

Macêdo-Costa MR, Albuquerque ACL, Pereira AV, Diniz DN, Pereira MSV, Pereira JV et al. Efeito antimicrobiano do extrato da Myrciaria cauliflora berg e Matricaria recutita linn. sobre microrganismos do biofilme dental. Rev Biol Farm. 2010;4(1):19-25.

Belém NM. Análise clínica e microbiológica do efeito de fitoterápicos na redução do biofilme dental e do sangramento gengival na doença periodontal [dissertação]. Campina Grande: Departamento de Odontologia - UEPB; 2011.

Lorenzi H, Matos FJA. Plantas Medicinais no Brasil: nativas e exóticas. 2. ed. São Paulo: Nova Odessa; 2002.

Freires IA, Alves LA, Jovito VC, Almeida LFD, Castro RD, Padilha WWN. Atividades antibacteriana e antiaderente in vitro de tinturas de Schinus terebinthinfolius (Aroeira) e Solidago microglossa (Arnica) frente a bactérias formadoras do biofilme dentário. Odontol Clín-Cient. 2010;9(2):139-43.

Araújo CRF, Pereira JV, Pereira MSV, Alves PM, Higino JS, Martins AB. Concentração mínima bactericida do extrato do cajueiro sobre bactérias do biofilme dental. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2009;9(2):187-91.

Araújo JSC. Investigação dos efeitos citotóxicos, genotóxico e o potencial antibacteriano associados ao biofilme dental dos taninos isolados de Anacarium occidentale Linn e Anadenanthera macroarpa Brenam [dissertação]. Campina Grande: Departamendo de Odontologia - UEPB; 2013.

Fabris RC. Concentração inibitória mínima e concentração bacteriana mínima de extratos hidroalcóolicos das folhas de Myracrodruon urundeuva all e Qualea grandiflora Mart. Sobre Streptococcus mutans e Lactobacillus casei [tese]. Bauru: Faculdade de Odontologia - USP; 2017.

Judd WS, Campbell CS, Kellogg EA, Stevens PF. Plant Systematics: A phylogenetic approach. 3. ed. Sunderland: Sinauer Associates; 1999.

Macêdo-costa MR, Pereira MS, Pereira LF, Pereira AV, Rodriques OG. Atividade Antimicrobiana e Antiaderente do Extrato da Mimosa tenuiflora (Willd). Poir. Sobre Microrganismos do Biofilme Dentário. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2009;9(2):161-65.

Arruda MSP, Araújo MQ, Lobo LT, Souza AP, Alves SM, Santos LS et al. Potential allelochemicals isolated from Pueraria phaseoloides. Allelopathy J. 2005;15(2):211-20.

Jesus RPF, Costa MRM, Bastos IV, Couto GB, Pereira MSV, Souza IA. Ação antibacteriana e antiaderente de Pithecellobium Cochliocarpum (gomez) mac br sobre microrganismos orais. Odontol Clín-Cient. 2010;9(4):331-35.

GPWG (Grass Phylogeny Working Group). Phylogeny and subfamilial classification of the grasses (Poaceae). Ann Missouri Bot Gard. 2001;88(3):373-457.

Perazzo MF, Neta MCC, Cavalcanti YW, Xavier AFC, Cavalcanti AL. Efeito antimicrobiano do Óleo Essencial do Cymbopogon citratus Sobre Bactérias Formadoras do Biofilme Dentário. R Bras ci Saúde. 2012;16(4):553-58.

Silva NB. Efeito do óleo essencial de Cymbopogon citratus (DC) stapf. no controle químico do biofilme dentário [dissertação]. Campina Grande: Departamento de Odontologia - UEPB; 2016.

Graham SA. Phylogenetic Relationships and Biogeography of the Endemic Caribbean Genera Crenea, Ginoria and Haitia (Lythraceae). J Sci. 2002;38(1):195-204

Argenta JA, Pasqual M, Pereira CV, Dias DR, Barbosa RA, Pereira LJ. Efeito do extrato de romã (Punica granatum) sobre bactérias cariogênicas: estudo in vitro e in vivo. Arq Odontol. 2012;48(4):218-26.

Tenório LA. A avaliação clínica da atividade do dentifrício à base do extrato de Rosmarinus officinalis linn. (Alecrim) sobre o biofilme dental-um estudo preliminar [dissertação]. Recife: Departamento de Odontologia - UFPE; 2014.

Menezes SMS, Pinto DM, Cordeiro LN. Atividades biológicas in vitro e in vivo de Punica granatum L. (romã). Rev Bras Med. 2008;65(11):388-91.

Silva FRS. Avaliação clínica da efetividade de um enxaguatório (Punica granatum linn.) sobre o controle de biofilme dentário inflamação gengival em escolares [monografia]. Campina Grande: Departamento de Odontologia - UEPB; 2014.

Machado NS. Estudo da anatomia foliar de espécies do gênero Piper L. (Piperaceae) no estado do Rio de Janeiro [tese]. Rio de Janeiro: Departamento de Ciências Biológicas - UFRJ; 2007.

Souza VC, Lorenzi H. Botânica sistemática: guia ilustrado para identificação das famílias de Angiospermas da flora brasileira, baseado em APG II. São Paulo: Nova Odessa; 2005.

Magalhães CF. Efeito de extratos e frações de Piper aduncum sobre o crescimento e metabolismo dos Streptococcus mutans e Streptococcus sanguis [dissertação]. Governador Valadares: Departamento de Ciências Biológicas - UNIVALE; 2010.

Parker T. Trees of Guatemala. 2008;7(1):86-90.

Sousa MB. Extratos de Pyrostegia venusta: Caracterização física-química, capacidade imunomoduladora e prevenção da formação do biofilme dental [dissertação]. Belém: Instituto de Ciências da Saúde - UFPA; 2013.

Dransfield JUH, Asmussen CB, Baker WJ, Haley MM, Lewis CE. Genera Palmarum: The Evolution and Classification of Palms. 2nd ed. Reino Unido: Kew Publishing; 2008.

Emmi DT. Influência dos óleos do tucumã (Astrocaryum vulgare) e da papunha (Bactris gasipae) na composição do biofilme dental e dinâmica do processo de cárie em esmalte: um estudo in situ [dissertação]. São Paulo: Faculdade de Odontologia - USP; 2013.

Alves PM, Queiroz LM, Pereira JV, Pereira MS. Atividade antimicobiana, antiaderente e antifúngica in vitro de plantas medicinais brasileiras sobre micorganismos do biofilme dental e cepas do gênero Candida. Rev Soc Bras Med Trop. 2009;42(2):222-24.

Parente LML, Carneiro LM, Tresvenzol LMF, Gardin NEI. Aloe vera: características botânicas, fitoquímicas e terapêuticas. Arte Méd Ampl. 2013;33(4):160-64.

Fenner R, Betti AH, Mentz LA, Rates SMK. Plantas utilizadas na medicina popular brasileira com potencial antifúngico. Braz J Pharm Sci. 2006;42(3):369-74.

Kumar GR, Devanand G, Johnn BD, Ankit Y, Khursheed O, Sumit M. Preliminary antiplaque efficacy of Aloe vera mouthwash on 4 day plaque re-growth model randomized control trial. Ethiop J Health Sci. 2014;24(2):139-44.

Pradeep AR, AgarwaL E, Naik SB. Clinical and Microbiologic Effects of Commercially Available Dentifrice Containing Aloe Vera: A Randomized Controlled Clinical Trial. J Periodontol. 2012; 83(6):797-804.

Publicado
2021-03-05
Como Citar
Simões, A. P. G., & Oliveira Filho, A. A. de. (2021). Plantas medicinais no combate ao biofilme dental: revisão da literatura. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(3), 385-391. https://doi.org/10.21270/archi.v10i3.4697
Seção
Original Articles