Reflexões sobre a importância da assistência odontológica preventiva e do adequado treinamento dos Cirurgiões-Dentistas para o atendimento de pessoas com deficiência

  • Marcelo Juliano Moretto
  • Sandra Maria Herondina Coelho Ávila de Aguiar
  • Maria Cristina Rosifini Alves Rezende

Resumo

As pessoas com deficiência necessitam de cuidados odontológicos específicos de acordo com o tipo de deficiência, graus de envolvimento intelectual e de motricidade. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão de literatura salientando a necessidade do atendimento precoce e preventivo do paciente com deficiência, a formação e conhecimento técnico necessário para o atendimento com qualidade  pelo cirurgião dentista. A revisão de literatura foi realizada utilizando, principalmente artigos publicados em âmbito nacional, visando motivar o desenvolvimento da odontologia para pessoas com deficiência no Brasil, destacando algumas políticas e condutas adotadas regionalmente. Concluiu-se que o atendimento preventivo é indispensável e que os projetos de promoção de saúde são importantes facilitadores da inclusão social uma vez que proporcionam elevados níveis de sucesso dos atendimentos odontológicos. A formação técnica dos profissionais é de extrema importância, para a elaboração de planos de tratamentos adequados e para o estabelecimento comunicação com a equipe multiprofissional envolvida no atendimento do paciente.

Descritores: Odontologia; Saúde Bucal; Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências; Saúde da Pessoa com Deficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Comentário dos resultados. In: IBGE. Tabulação avançada do Censo Demográfico 2000: resultados preliminares da amostra. Rio de Janeiro: Editora IBGE; 2002. p. 45-88.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística- IBGE. Censo 2010, resultados preliminares da amostra. Disponível em http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/resultados_preliminares_amostra/default_resultados_preliminares_amostra.shtm

Mugayar LRF. Pacientes portadores de necessidades especiais. São Paulo: Pancast; 2000.

Fourniol Filho A. Pacientes Especiais e a Odontologia. São Paulo: Santos; 1998.

Resende VLS, Castilho LS, Souza ECV, Jorge WV. Atendimento odontológico a pacientes com necessidades especiais. In: 8º Encontro de Extensão da UFMG: 2005 Belo Horizonte. Anais do 8º Encontro de Extensão da UFMG; 2005. p. 1-6.

Guedes-Pinto AC. Odontopediatria. 1. ed. São Paulo: Editora Santos; 1988.

Toledo AO, Bezerra ACB. Odontologia preventiva para excepcionais. In: Fourniol Filho A. Pacientes especiais e a Odontologia. São Paulo: Santos; 1998. p. 423-32.

Aguiar SMHCA, Sedlacek P. Ações Integradas no Atendimento e Assistência Odontológica ao Paciente Especial. In Cardoso RJA, Machado MEL.Odontologia, conhecimento e arte: odontopediatria, ortodontia, ortopedias funcional dos maxilares. São Paulo: Artes Médicas, 2003.p.303-308.

BRASIL. Ministério da Saúde. Atenção à pessoa portadora de deficiência no sistema único de saúde. Brasília: 1993.48p.

Fonseca Ala, Azzalis La, Fonseca Fla, Botazzo C. Análise qualitativa das percepções de cirurgiões-dentistas envolvidos nos atendimentos de pacientes com necessidades especiais de serviços públicos municipais. Rev Bras Crescimento Desenvolvimento Hum. 2010; 20(2): 208-216

Sampaio EF, César FN, Martins MGA. Perfil odontológico dos pacientes portadores de necessidades especiais atendidos no Instituto de Previdência do Estado do Ceará. Rev Bras Prom Saúde 2004; 17(3): 127-34.

Novaes MSP. Atenção odontológica integral a deficientes auditivos: uma proposta [tese de doutorado]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da USP; 1997.

Amaral AM, Silva AM, Araújo ES, Seniuk F, Santos IR, Maciel IC, et al. Trabalhando com a família do amigo especial. Divulg Saúde Debate 2000; 19: 64-6.

Magalhães MHCG, Becker MM, Ramos MS. Aplicação de um programa de higienização supervisionada em pacientes portadores de paralisia cerebral. RPG 1997; 4(2): 109-13.

Gupta DP, Chowdhury R, Sarkar S. Prevalence of dental caries in handicapped childrens of Calcutta. J Indian Soc Pedod Prev Dent 1993; 11(1): 23-7.

Santos MJP, Aguiar SMHCA . Art in the inclusion of children with special needs in dentistry. Ciência & Saúde Coletiva. 2011; 16(Supl. 1):747-753.

Ruviére DB, Queiroz AM, Serrano KVD, Freitas AC, Silva WGPS, Nelson-Filho P. Escovação dental em pacientes com desordens neurológicas e motoras. Odontol. Clín.-Cient., Recife. 2010; 9 (2) 135-137.

Marra PS, Miasato JM. A saúde bucal do paciente especial e sua relação com o nível sócio-econômico dos pais. : Ver Bras Odontol. 2008; 65(1): 27-30.

Campos JADB, Zuanon ACC, Giro EMA, Abreu-e-Lima FCB. Padrão de alimentação do paciente com necessidades especiais e seu reflexo na cavidade bucal. JBP ver. Ibero-am odontopediatr. odontol. bebê;. 2005; 8(42): 127-134.

Cançado Figueiredo M, Carvalho e Silva SR, Preto Guimarães F, Araújo VP. Perfil de pacientes con necesidades especiales. Bol Asoc Argent Odontol Ninos 2003; 32(1): 8-11.

Oliveira ACB, Paiva SM, Pordeus IA. Fatores relacionados ao uso de diferentes métodos de contenção em pacientes portadores de necessidades especiais. Cienc.Odontol. Bras. 2004. v. 7, n. 3, p. 52-59.

Marchioni SAE. Investigação sobre o uso do condicionamento pelos alunos de odontologia no atendimento a deficientes mentais. Infanto Rev Neuropsiquiatr Infanc Adolesc 1998; 6(3): 127-33.

Godoi APT, Francesco AR, Duarte A, Kemp APT, Silva-Lovato CH . Odontologia Hospitalar No Brasil. Uma Visão Geral. Revista de Odontologia da Unesp 2009; 38(2): 105-9.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Consolidaçãodas Normas para Procedimentos nos Conselhos de Odontologia. Resolução CFO-63/2005. Disponível em: www.cfo.org.br/download/ pdf/consolidacao.pdf

Aguiar SMHCA, Gonçalves, M. Odontologia para pacientes portadores de necessidades especiais. J Bras Odonto-Psicol Odontol Pacientes Espec 2003; 1(6): 502.

Moraes ABA, Batista CG, Lombardo I, Horino LE, Rolim GS. Verbalizações de alunos de odontologia sobre a inclusão social de pessoas com deficiência. Psicologia em Estudo, Maringá. 2006; v. 11, n. 3, p. 607-615.

Oliveira ALBM, Giro EMA Importância da abordagem precoce no tratamento odontológico de pacientes com necessidades especiais. Odonto; 2011; 19 (38): 45-51.

Sampaio EF, César FN, Martins MGA. Perfil odontológico dos pacientes portadores de necessidades especiais atendidos no Instituto de Previdência do Estado do Ceará. Rev Bras Prom Saúde 2004; 17(3): 127-34.

Brasil. Conselho Federal De Odontologia. Resolução CFO 22/2001. Disponível em: <http://www.cfo.org.br>.

Publicado
2014-08-22
Como Citar
Moretto, M. J., Aguiar, S. M. H. C. Ávila de, & Alves Rezende, M. C. R. (2014). Reflexões sobre a importância da assistência odontológica preventiva e do adequado treinamento dos Cirurgiões-Dentistas para o atendimento de pessoas com deficiência. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 3(3). Recuperado de https://www.archhealthinvestigation.com.br/ArcHI/article/view/678
Seção
Artigos